Educação, “asneiras” e castigos.

Qualquer educador lhe dirá que, face a comportamentos não desejáveis por parte das crianças, as devemos advertir, e até castigar, de forma proporcional à gravidade da “asneira” que ela acaba de fazer.
Qualquer pai lhe dirá que, apesar de conhecer as teorias de vários educadores, a sua aplicação não é fácil nem linear, surgido situações capazes de deixar qualquer pessoa totalmente desarmada.
Por isso, façamos o seguinte exercício:

Como reagir quando acontece isto:

1ª Situação:

Castigo:

  • Os estragos no sofá, televisão e cortinados serão pagos com as vossas mesadas, ficando estas penhoradas até aos 30 anos!
  • Agora, vou meter-vos uma vassoura nas costas e usar-vos como rolos para pintar as paredes!
  • Vão ser vocês lavar o chão com a vossa própria escova de dentes
2ª Situação:

Castigo:
  • Acabaram-se definitivamente os Power Rangers. Estão a ser uma má influência e essa pose amaricada é reflexo disso. Vão ser substituídos por documentários “Monster Garage” e jogos de hóquei no gelo!
  • Ficas uma semana a pão, água e suplementos vitamínicos (que eu não quero comprometer o teu desenvolvimento físico)!
  • Vais para o teu quarto e só sais de lá quando tiveres barba!
3ª Situação

Castigo:
  • Escrever, em papel, 500 vezes “não riscarei a cara do meu irmão”
  • Não vês o Noddy até chegares aos 15 anos!
  • Acabaram-se as saídas de triciclo. Queres sair, vais a pé!

Posted by JooGoo
sexta-feira, março 30, 2007
 

6 Comments:

  1. toma lá Fresquinho said...
    isto são situações que excedem qualquer psicologia aplicada aos castigos !

    qualquer doas castigos mencionados seriam ainda insuficientes!!
    Capitão Merda said...
    E que tal obrigá-los a ver as merdonovelas da TVI?
    Aposto que os putos apanhariam juízo...
    M&S said...
    Nem que de propósito ando a ler o "Vigiar e punir" de Foucault onde se aborda também o carácter atribuído (permitido) às formas de punição ao longo do tempo desde o tempo da aceitação do suplício do corpo(nomeadamente no séc.XVIII) até ao sistema de prisão actual. Fiz aqui um paralelismo exagerado mas que de alguma forma possui similaridades.
    Bom fim-de-semana! ;-)
    Peste said...
    lol

    não sei não mas axo na 1ª situação quem morria de ataque cardiaco era eu!!!

    mas desconfio q os anjinhos logo tratavam de me caiar a alma!!!
    Anónimo said...
    o que eu estava procurando, obrigado
    Anónimo said...
    http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
    site

Post a Comment